MATEMÁTICA INDUSTRIAL

O Curso oferece uma sólida base em Matemática do Ensino Superior e uma forte formação na área profissionalizante com disciplinas específicas da Matemática Industrial. Toda formação é reforçada com aulas de laboratório e dois estágios supervisionados em empresas, além de uma oferta multidisciplinar de matérias optativas de áreas afins e das atividades de extensão e pesquisa da Instituição.

Nos próximos dois anos acontecerão três grandes novidades:

A primeira, já implantada, foi a extinção da 3ª fase do vestibular (processo seletivo estendido) no Curso. Agora, para ingressar efetivamente no Curso a partir de 2019, basta ser aprovado apenas na 1ª e 2ª fases do vestibular. Visite nosso stand na feira de profissões da UFPR que se realizará de 23 a 26 de agosto de 2018.

A segunda é a comemoração dos 20 anos de existência do Curso de Matemática Industrial (pioneiro no Brasil) que se iniciou no ano 2000 na UFPR. Em 2019, pretende-se organizar uma série de eventos de divulgação da área e do mercado de trabalho do matemático industrial.

A terceira é a implantação do novo Projeto Pedagógico do Curso para 2020. A reformulação curricular está em fase de conclusão e os alunos que ingressarem em 2019 também poderão migrar para o novo currículo. A novidade é que a nova grade curricular ficará mais prática, permitindo a conclusão do Curso no turno vespertino, mas mantendo-se uma lista interessante de disciplinas optativas (tanto no vespertino, como nos outros dois turnos). Isto porque, nos últimos semestres do Curso o aluno estará realizando os estágios e o projeto de matemática industrial, e, se faz oportuno ele poder contar com uma flexibilização de horários para estudar e concluir as optativas, além de poder escolher a sua futura área de atuação específica.

Com duração regular de 4 anos, nos dois primeiros anos são oferecidas as disciplinas do ciclo básico, como os fundamentos da matemática elementar (funções, geometria, lógica), a base da matemática do ensino superior (cálculo diferencial e integral, equações diferenciais, álgebra linear, análise, cálculo numérico), bem como as disciplinas básicas das áreas afins de ciências exatas, como computação, estatística e física. Nos dois últimos anos, o bacharel em matemática industrial se concentra no ciclo profissionalizante em três áreas: Otimização e Pesquisa Operacional (programação linear, programação não linear, laboratório, tecnologias da decisão), Física Matemática (equações diferencias parciais, variáveis complexas, métodos de matemática aplicada) e Análise Numérica. Os conteúdos são reforçados com aulas práticas no laboratório do Curso (Lamind).

O currículo conta com tópicos motivacionais como tendências em matemática industrial e modelagem matemática. Num rol de mais de 50 disciplinas optativas, em que o aluno interage com outros cursos, o graduando escolhe a especialidade que deseja direcionar seu futuro campo de atuação. Assim, por exemplo, se ele desejar se tornar um cientista de dados, escolherá mais disciplinas do curso de estatística. Se tender para a área de controle de processos de produção, se concentrará nas disciplinas do curso de engenharia de produção. Desejando seguir a carreira acadêmica (professor universitário, pesquisador), escolherá as opções do curso de pós-graduação. Esta última formação se consagra, em geral, nos dois últimos semestres do curso, com dois estágios supervisionados (em indústrias, empresas ou na própria instituição), disciplinas optativas escolhidas pelo formando e o projeto de matemática industrial (trabalho de conclusão de curso com monografia e apresentação pública).

O Curso de Matemática Industrial da UFPR está inserido num ambiente propício à produção científica em matemática do qual participam jovens e experientes matemáticos que atuam tanto no Departamento de Matemática quanto em colaboração com centros de referência do país e do exterior. Os resultados dessa experiência bem sucedida constituem a base para a integração da matemática com outras áreas da ciência, para a fundamentação das aplicações ao setor produtivo e para a formação profissional de qualidade. Dessa forma, o curso colabora concreta e efetivamente com a comunidade paranaense tanto na formação de matemáticos para a pesquisa acadêmica e para o ensino em diversos níveis, quanto na formação de matemáticos para a atuação nas indústrias e no mercado de trabalho em geral.

O domínio de conhecimentos matemáticos com interfaces com outras áreas do conhecimento permite que esses profissionais atuem em setores não acadêmicos realizando pesquisas aplicadas com objetivo de gerar conhecimentos específicos bem como de resolver problemas práticos. O curso contribui para minimizar o problema da escassez de recursos humanos qualificados procurando atender à demanda gerada pela necessidade de incorporação dos avanços científicos etecnológicos ao setor produtivo no estado do Paraná.

Tradicionalmente, nossos cursos de matemática têm privilegiado a pesquisa teórica relegando as aplicações porém, em países desenvolvidos, a integração entre matemáticos e especialistas de outras áreas tem sido o pilar de sustentação do desenvolvimento científico, tecnológico e econômico desses países. Assim, o Curso de Matemática Industrial, tem buscado novos modelos de formação dos recursos humanos, visando à formação de profissionais que possam implementar as ações objetivando ao crescimento econômico e, em particular, ao desenvolvimento industrial do estado por meio da inserção efetiva no mundo tecnológico.